ViuAkiSite

Latest Post


Os coronavírus (CoV) são uma grande família viral, conhecidos desde meados dos anos 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderada, semelhantes a um resfriado comum. A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem. Os coronavírus comuns que infectam humanos são alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Alguns coronavírus podem causar síndromes respiratórias graves, como a síndrome respiratória aguda grave que ficou conhecida pela sigla SARS da síndrome em inglês “Severe Acute Respiratory Syndrome”. SARS é causada pelo coronavírus associado à SARS (SARS-CoV), sendo os primeiros relatos na China em 2002. O SARS-CoV se disseminou rapidamente para mais de doze países na América do Norte, América do Sul, Europa e Asia, infectando mais de 8.000 pessoas e causando entorno de 800 mortes, antes da epidemia global de SARS ser controlada em 2003. Desde 2004, nenhum caso de SARS tem sido relatado mundialmente.

Em 2012, foi isolado outro novo coronavírus, distinto daquele que causou a SARS no começo da década passada. Esse novo coronavírus era desconhecido como agente de doença humana até sua identificação, inicialmente na Arábia Saudita e, posteriormente, em outros países do Oriente Médio, na Europa e na África. Todos os casos identificados fora da Península Arábica tinham histórico de viagem ou contato recente com viajantes procedentes de países do Oriente Médio – Arábia Saudita, Catar, Emirados Árabes e Jordânia.

Pela localização dos casos, a doença passou a ser designada como síndrome respiratória do Oriente Médio, cuja sigla é MERS, do inglês “Middle East Respiratory Syndrome” e o novo vírus nomeado coronavírus associado à MERS (MERS-CoV).


Manifestações Clínicas
  • Os coronavírus humanos comuns causam infecções respiratórias brandas a moderadas de curta duração. Os sintomas podem envolver coriza, tosse, dor de garganta e febre. Esses vírus algumas vezes podem causar infecção das vias respiratórias inferiores, como pneumonia. Esse quadro é mais comum em pessoas com doenças cardiopulmonares, com sistema imunológico comprometido ou em idosos.

O MERS-CoV, assim como o SARS-CoV, causam infecções graves. Para maiores informações sobre as manifestações clínicas do MERS-CoV, acesse a página sobre MERS-CoV.


Período de incubação
  • De 2 a 14 dias

Período de Transmissibilidade
  • De uma forma geral, a transmissão viral ocorre apenas enquanto persistirem os sintomas. É possível a transmissão viral após a resolução dos sintomas, mas a duração do período de transmissibilidade é desconhecido para o SARS-CoV e o MERS-CoV. Durante o período de incubação e casos assintomáticos não são contagiosos.




Transmissão inter-humana
  • Todos os coronavírus são transmitidos de pessoa a pessoa, incluindo os SARS-CoV, porém sem transmissão sustentada. Com relação ao MERS-CoV, existem a OMS considera que há atualmente evidência bem documentada de transmissão de pessoa a pessoa, porém sem evidencias de que ocorra transmissão sustentada.

Modo de Transmissão
  • De uma forma geral, a principal forma de transmissão dos coronavírus se dá por contato próximo* de pessoa a pessoa.
* Definição de contato próximo: Qualquer pessoa que cuidou do paciente, incluindo profissionais de saúde ou membro da família; que tenha tido contato físico com o paciente; tenha permanecido no mesmo local que o paciente doente (ex.: morado junto ou visitado).

Fonte de infecção
  • A maioria dos coronavírus geralmente infectam apenas uma espécie animal ou, pelo menos um pequeno número de espécies proximamente relacionadas. Porém, alguns coronavírus, como o SARS-CoV podem infectar pessoas e animais. O reservatório animal para o SARS-CoV é incerto, mas parece estar relacionado com morcegos. Também  existe a probabilidade de haver um reservatório animal para o  MERS-CoV que foi isolado de camelos e de morcegos.

Como se proteger?

Para os brasileiros, não há motivo para alarmismo. Cabe frisar: todos os casos da doença têm relação direta com os territórios chineses acometidos, que inclusive já foram isolados. Por aqui, um episódio suspeito em Belo Horizonte já foi investigado e o veredicto é que não se tratava do problema.

“Pessoas que apresentam sintomas respiratórios e não tenham passagem por essas áreas de circulação do vírus nem contato com casos suspeitos ou confirmados não precisam se preocupar”, tranquiliza Lígia.

A primeira medida de prevenção é evitar viajar a Wuhan e região, bem como a cidades que possam vir a alojar surtos. Se inevitável, os médicos Elie Fiss e Celso Granato aconselham algumas medidas básicas de proteção, que inclusive se aplicam a outros agentes infecciosos transmitidos pelo ar e por gotículas de saliva:

  • Evite aglomerações e contato próximo com outras pessoas
  • Cubra o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar (e descarte o material em local adequado)
  • Lave as mãos a cada duas horas e principalmente após passar por estabelecimentos ou transportes públicos
  • Procure não tocar olhos, nariz e boca
  • Não compartilhe copos, toalhas e objetos de uso pessoal
  • Dependendo do local, compre e use máscaras que cobrem boca e nariz

Uma breve linha do tempo sobre o novo coronavírus

  • Dezembro de 2019: uma doença ainda misteriosa aparece em Wuhan, na China, e começa a preocupar as autoridades locais.
  • 8 de janeiro: pesquisas comprovam que o agente causador da condição era um novo coronavírus
  • 16 de janeiro: A OMS confirma os primeiros casos no Japão e na Tailândia. Os indivíduos acometidos tinham viajado para Wuhan nos dias anteriores.
  • 17 de janeiro: Aeroportos americanos passam a realizar exames de triagem para evitar a entrada do vírus no país. Alguns dias depois, um caso é confirmado por lá, na cidade de Seattle.
  • 22 de janeiro: A Secretaria de Saúde de Minas Gerais notifica um caso suspeito em Belo Horizonte. Logo a informação é descartada pelo Ministério da Saúde. Na China, autoridades decidem fechar todos os meios de transporte (avião, trem e ônibus) em três províncias, afetando 20 milhões de pessoas.
  • 23 de janeiro: Comitê de Emergência da OMS decide não declarar o coronavirus como uma ameaça de saúde pública internacional. O principal motivo para isso é o fato de os casos estarem restritos à China.
  • 26 de janeiro: Durante o final de semana, novos casos são confirmados na Europa (França e Alemanha) e na África (Costa do Marfim). Estados Unidos notifica outros três casos.
  • 27 de janeiro: Prefeito de Wuhan admite que demorou para agir e pede demissão do cargo.
  • 28 de janeiro: Em coletiva de imprensa, Ministério da Saúde informa que há um caso suspeito em Belo Horizonte. O paciente viajou de Wuhan para o Brasil e apresenta sintomas compatíveis com a infecção. Resultados dos exames são aguardados.
Crédito(s): Saúde.Abril / Saúde SP Gov


O início dessa semana foi marcado pela segunda estreia do trailer oficial de Novos Mutantes. Por muito tempo, acreditamos que a saga de problemas com a produção, não teria fim. Originalmente, o lançamento do filme estava programado para abril de 2018. Em seguida, alguns imprevistos o prorrogaram, para fevereiro de 2019. Por fim, após investir 71 bilhões de dólares, na compra da Fox, a Disney bateu o martelo, assumiu o projeto e decretou que o filme sairia em abril de 2020. Pois bem, aqui estamos, há poucos meses da chegada do longa à grande tela e, aparentemente, dessa vez, as coisas estão bem encaminhadas. Após sofrer algumas alterações para remover toda e qualquer referência à antiga franquia X-Men, o projeto da Marvel Studios teve um material promocional redesenhado, e assim, pudemos ter uma ideia do que esperar do thriller mutante.

Assista ao trailler abaixo do filme dos Novos Mutantes


Ao passo que Dani Moonstar, vulgo Miragem, foi apresentada como a protagonista, vimos que os espectadores conhecerão o universo mutante através da perspectiva dela. No entanto, diversas outras questões foram introduzidas, como as intenções questionáveis de Cecilia Reyes. Apesar de narrar o começo do trailer e ser a encarregada por ajudar os jovens mutantes, há algo de sinistro na aura da médica. Contudo, enquanto esse mistério foi estabelecido para ser decifrado durante o filme, o suposto vilão da narrativa já foi apresentado: o Urso Místico. Mas afinal, quem é esse personagem? De onde ele surgiu? Qual seu nível de ameaça e suas motivações?

Tudo o que sabemos sobre o Urso Místico

Pra começar, o Urso Místico foi criado por Chris Claremont e Bob McLeod. Embora o personagem tenha se tornado popular pelas mãos de Bill Sienkiewicz, sua primeira aparição foi em The New Mutants #18, já em sua estreia ele foi o vilão da saga que levou seu nome e se estendeu por mais duas edições. Ademais, desde o início sua origem esteve ligada à Danielle Moonstar. Afinal, o animal é resultado da mutação genética que os pais de Dani sofreram e de sua seguida escravização no ser. Então sim, os pais da garota não estão mortos, apenas presos em algum lugar. Isso explica o porquê da criatura segui-la incansavelmente. Inclusive, nos quadrinhos, o urso chega a ferir Miragem e os Novos Mutantes. Todavia, sob a liderança de Magia, o grupo consegue derrotá-lo e liberar os pais de Moonstar.

Enquanto você deve estar estranhando ver um urso como vilão, garantimos que ele é um antagonista significativo. Em suma, ele se trata de uma entidade extremamente poderosa e perigosa. Além de ser a materialização de um pesadelo, o Urso Místico é incrivelmente forte, possui garras afiadas e capacidade de teleporte e transmutação. Sendo assim, ele pode assumir excelentes disfarces, como enfermeiras, policiais e ate guerreiros nativo-americanos. A fonte de todo esse poder é emoção humana negativa e corrupção de almas. Logo, esse personagem é um bicho-papão que se alimenta do medo das pessoas. Além disso, é válido dizer que ele é um dos poucos vilões da Marvel que ainda não foi morto.

Agora que conhecemos suas habilidades e real potencial, faz sentido ver o Urso Místico como vilão do filme. E então, ansioso para ver o personagem em Novos Mutantes?

Crédito: Fatos Desconhecidos

Saiba o que é o projeto da Samsung para a criação de humanos artificiais, conhecido como Neon

Neons, ou “humanos artificiais”, como a empresa os chama, são avatares humanos gerados por computação gráfica, dotados de inteligência artificial capaz de reter e utilizar informações (lembrar e aprender), imitar nossas emoções e comportamento e interagir com humanos.
Durante a CES 2020, a Samsung revelou alguns detalhes do projeto, mas muita gente sentiu que ainda há mais perguntas do que respostas. E, de fato, elas têm razão. A começar pelo site oficial do Neon, que, em vez de ir direto ao assunto, exibe frases soltas como “Inspirado pelas complexidades rítmicas da natureza”.


Afinal, o que é o Neon?
Os Neons são representações humanas virtuais que, segundo a Star Labs, são capazes de interagir com seres humanos, mantendo um diálogo natural, respondendo a perguntas em milésimos de segundos e apresentando linguagem, expressões e comportamento naturais.

O vídeo abaixo mostra parte das imagens exibidas durante a CES 2020, onde a Samsung explicou um pouco sobre o projeto.


Nas imagens, vemos atores demonstrando como os Neons vão funcionar. Essa foi a parte mais frustrante na apresentação, já que a Samsung afirmou que será impossível distinguir os Neons de humanos reais. Apesar da afirmação, a companhia não mostrou nenhum exemplar de Neon para a plateia. Sendo assim, os atores foram usados como modelos.

Os Neons não são assistentes de voz como a Bixby, embora nada impeça que a assistente digital da Samsung venha a utilizar uma tecnologia semelhante no futuro. Ao invés disso, os Neons possuem uma imagem com representação humana e necessitarão de uma tela para que a interação seja feita. Também é possível imaginar que, um dia, eles poderão ser representados em imagens holográficas.

Para que os Neons vão servir?
A Samsung explicou que os Neons serão únicos, cada um com sua personalidade e características próprias, mas que a companhia não tem a pretensão de criar réplicas exatas de seres humanos.

Falando em utilidade, a empresa disse que, no futuro, os Neons poderão atuar como “representantes de serviços, consultores financeiros, profissionais de saúde ou concierges”. Com o tempo, eles também estarão aptos a substituir "âncoras de TV, atores, porta-vozes, ou mesmo ser nossos amigos e companheiros".

Fonte: TheVerge



Keanu Reeves foi eternizado como Neo em Matrix, mas o papel de Escolhido no filme de 1999 quase foi parar nas mãos de Will Smith, segundo conta o ator neste vídeo. Agora, graças ao poder das tecnologias de deepfake, finalmente podemos saber como seria a realidade alternativa em que o cara de Um Maluco no Pedaço protagoniza o longa-metragem.

Um vídeo publicado no canal do YouTube Sham00K utiliza as polêmicas técnicas de substituição de rostos para colocar o astro de Hollywood em cenas icônicas de Matrix no lugar de Keanu Reeves. A produção que já conta com mais de 500 mil visualizações traz um resultado assustadoramente bom e mostra o ator de MIB: Homens de Preto em diálogos e momentos de ação, como parando balas e lutando contra o vilão do longa-metragem, que, coincidentemente, também se chama Smith.



Apesar do sucesso da produção, o canal do YouTube responsável pelo vídeo, que está no ar desde o começo do mês, ainda não deu detalhes da parte técnica por trás da brincadeira. Isso não quer dizer que o produtor de conteúdo está inativo na plataforma: além de já ter publicado um deepfake mostrando John Travolta como Forrest Gump, Sham00K também reimaginou Mad Max: Estrada da Fúria com Mel Gibson na semana passada.

Enquanto os algoritmos para substituir rostos em vídeos podem ser usados para diversão, a rápida evolução da técnica também preocupa especialistas, afinal, a tendência é que a ferramenta também acabe sendo utilizada para a disseminação de notícias falsas.

Na semana passada, por exemplo, o Facebook liberou US$ 10 milhões para a organização de uma competição feita em parceria com a Microsoft para escolher a melhor ferramenta de detecção de vídeos com rostos alterados. O objetivo é incentivar a criação de soluções que combatam aplicações anti-éticas do deepfake.

Crédito: TechMundo

Tentando criar uma "fábrica de bebês", Gary Heidnik sequestrou e torturou mulheres que mantinha trancadas no porão de casa


FICHA CRIMINAL
Nome – Gary Michael Heidnik (1943-1999)
Local de atuação – Filadélfia, Pensilvânia (EUA)
Mortes – 2

1. Nascido em Eastlake, no estado norte-americano de Ohio, Gary foi deixado ainda criança aos cuidados paternos depois que ele e o irmão mais novo viveram alguns anos com a mãe alcoólatra. Contudo, eram sempre agredidos e humilhados, devido ao perfil opressor do pai. Certa vez, foram obrigados a usar uma calça com um alvo desenhado na bunda para serem chutados

2. Gary tentou a carreira no Exército duas vezes. Aos 14 anos, foi para uma academia militar tentar ser oficial – mas desistiu no penúltimo ano. Depois, com 18, alistou-se nas forças armadas e foi atuar na Alemanha Ocidental como enfermeiro. Porém, com pouco mais de um ano de atividade, foi diagnosticado com transtorno de personalidade esquizoide e dispensado em 1962

3. Nos anos seguintes, já morando na Filadélfia, Heidnik foi internado diversas vezes em hospitais psiquiátricos por tentar suicídio. Nessas fases, adquiriu o hábito de ficar mudo, prestar continência e ignorar a higiene pessoal. Para piorar, sua mãe se matou em 1970. E, quando tudo já parecia um caos, em 1971 ele fundou a Igreja Unida dos Ministros de Deus, se autodeclarando bispo Heidnik

4. Em 1978, ele foi preso ao manter a irmã de sua namorada refém dentro de casa. Deficiente mental e visual, a jovem foi estuprada, sodomizada e infectada com gonorreia. Heidnik foi condenado, mas conseguiu cumprir grande parte da pena em prisões psiquiátricas. Após ser solto, em abril de 1983, adquiriu a casa de três andares no norte da Filadélfia que ficaria nacionalmente conhecida como “A casa dos Horrores”


5. Por meio de um serviço de matrimônio, Gary se casou com a filipina Betty Disto em 1985. Porém, o relacionamento só durou até janeiro do ano seguinte, quando Betty fugiu de casa e revelou às autoridades o seu cotidiano. Quando não era estuprada e espancada pelo marido, era obrigada a vê-lo fazer sexo com prostitutas. Heidnik não foi condenado, pois a ex-esposa não compareceu à audiência preliminar

6. Após o caso com Disto, Gary concebeu um plano doentio: ter um harém de mulheres para uma espécie de “fábrica de bebês”. Assim, entre novembro de 1986 e março de 1987, ele sequestrou seis mulheres negras, mantendo-as presas no porão de sua casa. Algemadas na maioria do tempo a um cano no teto, elas ficavam seminuas e eram constantemente estupradas e agredidas. Fora isso, eram alimentadas com pão seco, sanduíches velhos e comida de cachorro

7. Gary também as torturava, prendendo-as por apenas um membro em uma viga no teto. Já em outras ocasiões, as mantinha dentro de um buraco no chão do porão, tapado com tábuas e sacos de terra, onde era difícil se mexer e respirar. Certa vez, encheu a cova com água e eletrocutou três garotas. Por fim, também tentou furar o tímpano de todas para torná-las surdas e dificultar possíveis fugas


8. No cativeiro, duas mulheres morreram. Sandra Lindsay, 24 anos, faleceu após ficar dias presa na viga. Ela foi desmembrada por Heidnik, que guardou partes do corpo na geladeira, assou as costelas no forno, ferveu a cabeça em uma panela e, supostamente, misturou restos mortais à comida de cachorro. Já Deborah Dudley, 23 anos, morreu eletrocutada dentro do buraco com água. O seu corpo foi descartado por Gary em uma região arborizada de Nova Jersey


9. O plano de Heidnik terminou em 24 de março de 1987 graças a Josefina Rivera, a primeira sequestrada. Ela ganhou a confiança do raptor ao longo dos meses e recebeu autorização para sair de casa a fim de trazer mais uma garota para o “harém”. Livre, foi direto para a casa do namorado e em seguida para a polícia, que demorou a acreditar em sua história. No fim, Heidnik foi capturado no posto de gasolina em que os dois haviam combinado de se encontrar

[info title="QUE FIM LEVOU?" icon="info-circle"] Heidnik foi acusado de assassinato, estupro, sequestro e agressão agravada. Sem conseguir provar insanidade, foi sentenciado à morte por injeção letal e executado em 6 de julho de 1999
[/info]

FONTES Sites Criminal Minds Wiki, Murderpedia, The New York Times, Philadelphia Magazine e O Aprendiz Verde; livro Cellar of Horror: The Story of Gary Heidnik, de Ken Englade

JOAQUIN PHOENIX, O CORINGA, RECUSOU UM PAPEL IMPORTANTE NA MARVEL


Coringa foi exibido no último final de semana, no Festival de Veneza. Desde então, a internet não fala de outra coisa. O filme foi ovacionado por oito minutos sem parar. Além do minucioso trabalho de Todd Phillips, a atuação de Joaquin Phoenix tem sido exaltada. Não é de agora que o ator impressiona com sua performance. Vide Gladiador, Johnny & June, Ela e Você Nunca Esteve Realmente Aqui. Naturalmente, sua presença foi requisitada em diversas produções, inclusive na Marvel Studios. Sim! Kevin Feige e companhia já abordaram Phoenix mais de uma vez, porém ele recusou todas elas.


Primeiro, a Marvel ofereceu ao ator o papel de Bruce Banner, o qual foi recusado. Hulk acabou na pele de Mark Ruffalo - que concedeu novos ares ao personagem.


Anos depois, o estúdio voltou a contatar Phoenix, dessa vez para interpretar o Doutor Estranho. Papel que, como bem sabemos, também foi recusado, ficando com Benedict Cumberbatch. No final das contas, Joaquin Phoenix recusou dois papeis importantes na Marvel Studios. Há alguns anos, o ator comentou sobre as recusas em uma entrevista ao site Time Out. Em suma, ao ser questionado se eventualmente aceitaria fazer parte de uma franquia, ele não se opôs.



Desejo realizado

Na entrevista, Joaquin Phoenix confessou que a ideia não lhe era atraente quando mais novo. Contudo, as produções do gênero melhoraram bastante. O problema, no caso, é que ele não sentia que os trabalhos oferecidos fossem gratificantes. Segundo ele, até então, nunca havia conhecido um diretor que estivesse mais preocupado com o desenvolvimento do personagem. Anos mais tarde, Phoenix finalmente teve seu desejo realizado. O ator aceitou ser o protagonista de Coringa, filme solo do vilão mais popular da nona arte. E um dos motivos foi justamente a complexidade em volta do personagem.


Após levar tantos tapas na cara com Liga da Justiça, a Warner Bros. parece ter aprendido a lição. O estúdio tem concedido mais liberdade a equipe criativa e os resultados têm sido altamente positivos. Inclusive, já existe forte crença de que Joaquin Phoenix seja ao menos indicado ao Oscar por sua performance em Coringa. Se a especulação realmente for concretizada, será mais um ponto no aprendizado do estúdio.


Coringa chega aos cinemas brasileiros no dia 3 de outubro.

Assista abaixo ao último trailler do filme:


Créditos: Google / Warner / Fatos Desconhecidos

Ovos e leite são alimentos ricos em colina - imagem da internet

As pessoas que adotam uma dieta vegana, que exclui a carne ou qualquer alimento de origem animal, devem, entre outros cuidados, se certificar de que estão consumindo quantidade suficiente de um nutriente fundamental, mas pouco conhecido, para o cérebro.


A colina, que ajuda na comunicação entre células nervosas, é encontrada em maior concentração em carnes e laticínios.

E quem não ingere esse tipo de alimento corre o risco de não obter colina suficiente, alerta a nutricionista Emma Derbyshire em artigo publicado na revista científica BMJ Nutrition, Prevention & Health.

O nutriente, que também está associado à função hepática, está presente principalmente no ovo, no leite e na carne.

Mas existem alternativas. A colina também pode ser obtida pela ingestão de soja torrada, vegetais crucíferos - como brócolis e couve-de-bruxelas -, feijão cozido, cogumelos, quinoa e amendoim.

Derbyshire, especialista independente em nutrição e ciências biomédicas, escreveu na publicação científica que o Reino Unido estava ficando para trás de outros países por não recomendar ou monitorar os níveis de ingestão de colina.

As autoridades de saúde dos EUA, por exemplo, definem como níveis de "ingestão adequada" 425 mg/dia para mulheres e 550 mg/dia para homens.

Adotar o estilo vegano é uma escolha pessoal, mas grande parte dos seguidores atribui a opção a questões éticas e à preocupação com o meio ambiente. E há quem cite questões de saúde.

A colina, que faz parte das vitaminas do complexo B, é considerada essencial para a síntese do neurotransmissor acetilcolina, que desempenha um papel importante nas funções cognitivas, como processos de aprendizagem e formação de memórias.

E é particularmente importante para as mulheres durante a gravidez e a amamentação, uma vez que é transportada ativamente para o feto no útero, com suprimentos maternos relacionados à cognição, ou transferida para o bebê por meio do leite materno.

De acordo com o artigo, a deficiência do nutriente está relacionada a doenças hepáticas, pode comprometer a função cognitiva dos descendentes e causar possíveis distúrbios neurológicos.


Planejamento é essencial

Derbyshire alerta que quem adota uma alimentação vegana precisa compensar a possível deficiência do nutriente - assim como de ferro, vitamina B12, ômega-3 e cálcio.

"Se você não gosta desses alimentos, pode precisar tomar suplementos."

Mas a Associação Dietética Britânica (BDA, na sigla em inglês) afirma que, com planejamento, é possível obter quantidade suficiente de colina a partir de uma dieta vegana.

"É perfeitamente possível atender a esses requisitos com uma dieta vegana ou à base de plantas", declarou Bahee Van de Bor, porta-voz da BDA.

"Mas você precisa se planejar. Os alimentos podem ser veganos, mas não fornecer os nutrientes necessários."

Os veganos devem prestar atenção, portanto, no que consomem e assegurar uma dieta variada.

"É provável que uma dieta vegetariana ou vegana saudável e variada forneça um pouco de colina", diz o porta-voz.

Também é importante garantir que essa dieta seja bem equilibrada para garantir a ingestão de nutrientes suficientes como ferro, cálcio, zinco e vitamina B12.

"Dito isto, sabemos que pode haver muitos benefícios para a saúde ao seguir uma dieta baseada mais em plantas, embora isso não signifique necessariamente que os produtos de origem animal devam ser completamente excluídos", acrescentou.

Segundo Derbyshire, pesquisas indicam que mulheres grávidas e lactantes, em particular, precisam garantir ingestão suficiente de colina em suas dietas, uma vez que o nutriente é extremamente importante para o desenvolvimento cerebral do feto.

"Quero, em primeiro lugar, aumentar a conscientização. Mas também acho que se as pessoas estão adotando uma alimentação à base de verduras e legumes, principalmente mulheres em idade fértil, devem buscar suplementos", afirmou.

Fonte: BBC

It: A Coisa 2 ganhou um novo trailer incrível, direto da San Diego Comic-Con. Confira:




It: A Coisa chegou aos cinemas em setembro de 2017 e arrecadou US$ 688 milhões na bilheteria mundial. A sequência chega aos cinemas em 6 de setembro de 2019.

Elenco:


Primeiro filme: Jaeden Lieberher
Segundo filme: James McAvoy


Primeiro filme: Sophia Lillis
Segundo filme: Jessica Chastain


Primeiro filme: Jeremy Ray Taylor
Segundo filme: Jay Ryan


Primeiro filme: Finn Wolfhard
Segundo filme: Bill Hader


Primeiro filme: Chosen Jacobs
Segundo filme: Isaiah Mustafa


Primeiro filme: Jack Dylan Grazer
Segundo filme: James Ransone


Primeiro filme: Wyatt Oleff
Segundo filme: Andy Bean


Primeiro filme: Nicholas Hamilton
Segundo filme: Teach Grant



tags: terror, filme, cinema, lançamento, it, stephen king, palhaço, omelete, san diego, comic, con

Se você acessou as redes sociais nos últimos dias, com certeza viu alguns amigos postando fotos nas quais eles aparecem mais velhos. E aí, qual é esse tal app de envelhecimento que se tornou febre na web? Respondendo rapidamente, trata-se do Faceapp, um aplicativo especializado em filtros desse tipo e que já está no mercado há algum tempo.



1. Baixe o FaceApp na Play Store ou na App Store





2. Após abrir o aplicativo, você pode escolher tirar uma foto na hora ou permitir o acesso do app à sua galera para encontrar uma foto já existente.


3. Depois de escolher a foto, selecione o menu “Idade”, localizado na parte inferior da tela.



4. Agora, basta selecionar o filtro “Idoso” e aguarde que o programa aplique as alterações.


5. Clique em "Aplicar" para salvar as mudanças.


6. Pronto! Você já tem a sua foto de idoso e basta tocar sobre o botão em formato de seta apontada para baixo para salvar a imagem em sua galeria e usá-la como quiser.


Fontes: TecMundo/Douglas Ciriaco

MKRdezign

Author Name

google.com, pub-3193774878281555, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget